fbpx
Devemos beber leite de vaca: sim ou não
Alimentação criança,  Alimentação saudável

Devemos beber leite de vaca: sim ou não?

Quando pensa na questão se devemos beber leite de vaca: sim ou não, certamente associa a famosa expressão “somos o único animal adulto a beber leite”. No entanto, também somos o único animal a domesticar outros animais e com capacidade para os ordenhar. Também somos o único animal a plantar o que come e isso não é razão para não comermos a fruta e os legumes que cultivamos. 

O Ser Humano é um mamífero e, como tal, alimenta-se de leite materno desde que nasce. Contudo, a amamentação, na melhor das hipótese, dura apenas os primeiros meses ou os primeiros anos de vida do bebé. Assim, surge a dúvida devemos beber leite de vaca: sim ou não?

Devemos beber leite de vaca: sim ou não?

O leite é um alimento bastante rico do ponto de vista nutricional, fornecendo proteínas, lípidos, vitaminas e minerais importantes. No organismo, estes nutrientes contribuem para o crescimento e desenvolvimento das estruturas do corpo, bem como para a manutenção das suas funções vitais.

A composição nutricional geral é idêntica para qualquer tipo de leite, seja o materno ou o de vaca ou de cabra. As principais diferenças estão relacionadas com a quantidade de gordura e o tipo de proteínas existente em cada leite, sendo que, no leite materno, estes se encontram perfeitamente ajustados às necessidades do bebé.

Transição do leite materno

O leite materno é o alimento de excelência para qualquer recém nascido e o aleitamento materno deve ser mantido o máximo de tempo possível. Contudo, quando a amamentação termina, verifica-se a necessidade de introduzir outros alimentos idênticos e com caraterísticas nutricionais semelhantes. 

Até aos 2 anos de idade, o leite materno deve ser substituído por leite de transição ou leite adaptado. Estes leites são, por norma, de vaca e têm a quantidade de gordura e o tipo de proteínas ajustadas à idade e ao metabolismo das crianças. Por outro lado, são ainda enriquecidos com as principais vitaminas e minerais necessários nesta fase de desenvolvimento.

Razões para não beber leite de vaca

  • Se a criança tiver alergia a qualquer um dos componentes do leite, esta manifesta-se relativamente rápido, dependendo da severidade da alergia. Habitualmente a reação alérgica é desencadeada pelas proteínas do leite. Em caso de alergia, o leite e todos os alimentos que contenham leite na sua composição devem ser eliminados da dieta da criança.
  • A criança pode ainda apresentar intolerância ao leite e, neste caso, os sintomas poderão ser mais discretos e espaçados no tempo. As manifestações de intolerância podem ser desconforto abdominal, barriga inchada, obstipação ou diarreia prolongadas e frequentes. Dependendo da intensidade da intolerância, o leite deve ser evitado, contudo, os seus derivados, como queijo e iogurte, são geralmente bem tolerados. 
  • As versões gordas (leite gordo, queijo, natas) têm elevado teor de gordura, que tende a ser prejudicial à saúde. No entanto, não são estas versões que são recomendadas.

Razões para beber leite de vaca

  • O leite é um alimento bastante completo do ponto de vista nutricional, pelo que se trata de um bom contributo para o aporte diário de alguns nutrientes, nomeadamente cálcio e vitamina D.
  • O leite e os seus derivados são alimentos relativamente fáceis e práticos de consumir.
  • Tem um grande poder saciante e um valor energético relativamente baixo, pelo que se torna um bom aliado no controlo de peso.
  • É um alimento de que geralmente todas as crianças gostam e ingerem de livre vontade.
  • O leite é consumido há cerca de 10000 anos, ou seja, já estamos bem adaptados à sua ingestão e dificilmente haverá novas consequências associadas ao seu consumo.

Beber leite de vaca: sim ou não?

Acima de tudo, importa realçar que não existe nenhum alimento que, do ponto de vista nutricional, não possa ser substituído por outro ou outros. O mesmo acontece para o leite.

De facto, podemos atingir a adequação nutricional sem ingerir leite ou mesmo os seus derivados. Contudo, ao retirarmos estes alimentos da dieta, não fica muito fácil encontrar alternativas, sobretudo para os lanches. E o que acontece muitas vezes, é substituir-se este alimento com otimas caraterísticas nutricionais por outros alimentos pouco saudáveis.

Se por um lado é verdade que não temos obrigatoriamente que beber leite, também é verdade que não existem muitos alimentos com as mesmas características nutricionais do leite. Para a maioria das crianças e jovens, o leite é a principal, se não a única, fonte de cálcio, já que o consumo de vegetais de cor verde é bastante inferior ao recomendado. O mesmo acontece para a vitamina D.

Conclusão

O leite é um alimento nutricionalmente bastante completo, capaz de saciar enquanto fornece poucas calorias. As recomendações são para a ingestão diária de 2 doses de laticínios, o que equivale a 2 copos de leite, ou 1 copo de leite e 2 iogurtes, devendo optar-se sempre pelas versões com baixo teor de gordura e naturais e sem adição de açúcar. 

Não existe qualquer evidência científica que justifique a retirada deste alimento da dieta, à exceção das situações de alergia e intolerância. Contudo, como qualquer outro alimento, também não deve ser consumido em excesso.

Assim sendo, devemos beber leite de vaca: sim ou não? O que a ciência e os milhares de anos a ingerir leite nos mostram, é que, para a população em geral, o leite e seus derivados devem ser incluídos numa alimentação saudável. 

* Veja também o artigo sobre substitutos do leite de vaca.

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *