fbpx
Quando a criança não quer comer fruta
Alimentação criança

Quando a criança não come fruta

    Ter uma alimentação saudável pressupõe comer de tudo. O problema começa quando a criança recusa algum alimento, nomeadamente quando acriança não come fruta. Veja aqui algumas ideias para fazer o seu filho comer fruta.

Quando a criança não come fruta

    A fruta ao natural é bastante rica em nutrientes com benefícios para a nossa saúde, nomeadamente fibras, que ajudam a regular o funcionamento do intestino, e vitaminas e minerais, como por exemplo a vitamina C. Por outro lado, a fruta é geralmente doce e colorida, o que, à partida, seriam motivos suficientes para fazer qualquer criança adorar comer fruta. Contudo, isso nem sempre é verdade.

    Habitualmente, as crianças não têm qualquer dificuldade com a introdução das primeiras frutas, trituras e em papas. Apesar disso, quando se introduzem novas frutas e quando estas são dadas ao natural tendem a começar os problemas e a criança não come a fruta. 

Do que não gosta a criança na fruta?

    Antes de mais, é importante perceber os motivos quando a criança não come fruta. Podem ser vários motivos ou apenas algum em concreto, contudo, terão de ser os pais e cuidadores a descobrir a razão e a tentar várias alternativas, até que consigam fazer com que a criança coma a fruta. Habitualmente, a recusa é pela fruta em geral e não se aplica a nenhuma fruta em concreto. As características da fruta mais prováveis de causar recusa são:

  • A textura. A fruta pode ter texturas muito diferentes. Em primeiro lugar, procure identificar se é a textura que causa recusa na criança. Se for, esteja atento às texturas que a criança gosta e procure escolher as frutas que mais se aproximam. Por exemplo, se a criança não gosta de texturas duras, escolha as peças de fruta mais maduras e, numa fase inicial, retire as cascas. 
  • A temperatura. A criança está habituada a comer tudo quentinho, desde o leite às sopas e papas. Ora, a fruta, sobretudo quando é dada ao natural tende a ser fresca, o que pode causar estranheza à criança. Se for este o caso, opte por colocar a fruta à temperatura ambiente antes de dar À criança. Se necessário, pode ainda aquecê-la muito levemente no microondas (Atenção, não é cozinhar).
  • A acidez caraterística da fruta. A generalidade dos alimentos a que a criança está habituada são adocicados ou com sabor mais neutro, pelo que a acidez da fruta pode fazer com que a criança não a queira comer. Se for este o caso, escolha frutas naturalmente mais doces e que estejam mais maduras.

Ideias para dar a fruta às crianças

    Certamente, depois de identificar a(s) causa(s) porque o seu filho recusa comer a fruta,  será bem mais simples encontrar as soluções. Contudo, se ainda não identificou essas razões, pode sempre tentar diferentes estratégias e abordagens, até encontrar as que funcionem. Assim, pode:

  • Alternar entre frutas mais maduras e frutas mais verdes, para ver quais a criança prefere;
  • Varie entre frutas de consistência mole (pêra madura, uvas, banana madura, dióspiro maduro, framboesa) e frutas mais duras (maçã, pêra mais verde, pêssego, romã) e veja se a criança recusa alguma em particular;
  • Dê frutas de textura homogénea (maçã, pêra, pêssego, framboesa) e frutas de textura mais rugosa e irregular (laranja, tangerina, romã) para tentar perceber se há diferenças entre elas;
  • Numa fase inicial, até a criança se adaptar completamente à fruta, experimente aquecê-la ligeiramente no microondas e veja se faz diferença;
  • Pode também começar por dar frutas mais maduras e doces, que à partida serão mais aceites;
  • Coloque a fruta na mesa em frente à criança e deixe-a brincar e comer sozinha;
  • Se for uma criança maior, deixe que seja ela a escolher a fruta que quer comer;
  • Coloque a fruta à disposição da criança e incentive-a a ir buscá-la para que lha prepare;
  • Dê a fruta fora da refeição ou antes dos restantes componentes da refeição, para que a criança coma ainda com fome.
Quando a criança não quer comer fruta
Brincar e pegar na fruta
Ideias para comer fruta
Comer a fruta com vontade

Resumindo...

    Resumindo, tente várias estratégias até encontrar as que melhor se adaptam à criança. Disponibilize fruta variada, atrativa e de diferentes cores e deixe a criança mexer e brincar com a fruta. Desta forma, consegue estimular todos os sentidos da criança e a fruta passará a ser associada a prazer e diversão. Mesmo que numa determinada fase a criança recuse comer a fruta, não desista deste alimento fantástico e continue a tentar. Acima de tudo, não procure alternativas para tentar substituir a fruta, como as “frutas embaladas” ou as polpas de fruta ou sumos de fruta. Por muito boas que sejam, nunca substituem a fruta ao natural e assim a criança nunca se habituará a comer a fruta. 

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *